Attachments

Os attachments são dispositivos de retenção, compostos de um macho (positivo, Flange ou Patrix) e de uma fêmea (negativo, slot ou matrix). Uma parte é conectada ao dente suporte, raiz ou implante, e a outra na prótese removível. Muitos attachments encontrados atualmente no mercado são sistemas ou mecanismos decorrentes da ingenuidade de técnicos ou dentistas. Apresentados para a industria, projetos ou idéias são fontes de produtos comerciais. O sucesso de uma reabilitação envolvendo sistemas de attachments depende em grande parte da capacidade de atualização dos técnicos e dentistas a um mercado em constante, e rápida evolução.

Classificação

Embora exista uma grande variedade de dispositivos retentivos, uma diferença sutil se faz entre os sistemas de attachments. Frente à diversidade de attachments encontrados no mercado, a escolha do mecanismo apropriado a uma determinada situação se torna complexa.
Estas quatro perguntas permitem determinar com exatidão as características do attachment adequado:

1) Qual seria a característica do seu mecanismo; rígido, semi-rígido ou resiliente?

2) Qual seria a sua localização; intra ou extracoronário?

3) Qual seria o seu modo de confecção; precisão, semiprecisão ou artesanal?

4) Qual seria o seu recurso de ativação; ativável ou não?

Após estas perguntas, podemos identificar famílias de attachments contendo ainda vários modelos. Estes modelos ainda podem ser classificados em função dos seus tamanhos ou do tipo de mecanismo retentivo, tal como clipe, fricção, travamento, estabilização ou simplesmente fracionamento de uma prótese fixa, chegando no final a uma marca e um modelo de attachment especifico.

O terceiro livro da trilogia do autor Frank Kaiser, Attachments no laboratório, apresenta um estudo detalhado de aproximadamente 75 diferentes tipos de attachments presentes no mercado.
A classificação destes conectores por conceito; função, mecanismo, localização, ou seja, intracoronários, extracoronários, sobre barras ou para overdentures, permite uma comunicação adequada entre consultórios e laboratórios. Os aspectos técnicos, simples e práticos desta obra representam uma fonte de útil de informações e aperfeiçoamentos em termos de prótese conjugada.

Passo a Passo

Iniciando planejamentos pelas soluções simples permite aos profissionais da área odontológica de resolver problemas e não criá-los. Melhorar a qualidade de vida dos pacientes deve ser considerado em qualquer circunstancia como uma obrigação moral e social. O aspecto psicológico numa reabilitação oral é importante. O tratamento deve ser adequado, e o paciente compreendido como
um todo, e não apenas limitado à sua cavidade bucal.

Basicamente os attachments têm uma função de substituição de grampos convencionais em próteses removíveis. Eles apresentam certas vantagens, tais como a estética, redução do volume, a diminuição da impacção alimentar, e a diminuição do estresse dental, transmitindo adequadamente as cargas mastigatórias aos dentes suportes.

O posicionamento do attachment na coroa fixa é diretamente relacionado com o tipo de alavanca que será criado. Assim, quanto maior a projeção extracoronária do attachment, maior será o torque sobre o dente suporte. De todos modos, os attachments devem ser posicionados observando paralelismo absoluto entre se, com a ajuda de um delineador ou uma fresadora

A realização de um braço fresado lingual, um interlock ou uma canaleta estabiliza a prótese removível no plano horizontal, evitando movimentos laterais durante esforços funcionais normais, e contribua também a prolongar a vida útil dos attachments.